Cuidados continuados integrados de saúde mental

Cuidados continuados integrados de saúde mental e psiquiatria

Objetivos

  • Possuir uma noção dos continuados integrados de saúde mental (CCISM); 
  • Analisar as situações clínicas abrangidas pelos CCISM; 
  • Discutir os graus de incapacidade psicossocial e dependência decorrentes de doença mental grave; 
  • Avaliar o funcionamento das CCISM, mobilização de recursos e continuidade de cuidados; 
  • Analisar a governação clínica dos CCISM (instrumentos de avaliação, supervisão e liderança clínica); 
  • Pretende-se ainda que os estudantes possam prestar cuidados a utentes com doenças graves e/ou avançadas e progressivas com o objetivo de promover o seu bem-estar e qualidade de vida; 
  • Quando possível, podem ainda os estudantes integrarem equipes que prestem Cuidados Paliativos (CP), os quais trazem benefícios para os utentes e suas famílias, diminuindo a carga sintomática e a sobrecarga dos familiares.
 

Conteúdos programáticos

  • Noção de continuados integrados de saúde mental (CCISM); 
  • Saúde/doença mental, reabilitação psicossocial e cuidados paliativos; 
  • Estruturas reabilitativas psicossociais, equipas de apoio domiciliário, unidades sócio-ocupacionais e unidades residenciais; 
  • Graus de incapacidade psicossocial e dependência decorrentes de doença mental grave; 
  • Tipologias para crianças e adolescentes, cujo défice decorrente da doença mental ou da perturbação grave do desenvolvimento e estruturação da personalidade limita a funcionalidade psicossocial; 
  • Articulação institucional e continuidade de cuidados; 
  • Princípios orientadores e regulamentação dos CCISM (Portaria nº 149/2011): Reabilitação psicossocial e intervenção comunitária; Referenciação aos CCISM; 
  • Organização e funcionamento das unidades e equipas de CCISM; 
  • Plano Estratégico para o Desenvolvimento dos Cuidados Paliativos, Instrumento único de avaliação (IUA): Adultos; 
  • Crianças e adolescentes; 
  • Plano Individual de Intervenção (PII): Adultos; Crianças e adolescentes; 
  • Qualidade na prestação de cuidados (referenciais de qualidade e indicadores de avaliação); 
  • Formação sobre aplicativo informático para os CCISM; 
  • Politicas e estratégias assistenciais a utentes com demência avançada em diferentes contextos e países; 
  • Avaliação crítica de experiências de assistência a pessoas com demência avançada e às suas famílias; 
  • Reflexão crítica sobre valores e princípios orientadores dos cuidados a pessoas com demência avançada, designadamente cuidados paliativos; 
  • Discussão e debate sobre evidências e investigação realizada em matéria de assistência a pessoas com demência avançada; 
  • A componente clínica decorrerá em serviços em que a prevalência de pessoas com doença incurável e/ou ameaçadora da vida é alta, nomeadamente nas Equipas/Unidades da RNCCI, nos CSP e em alguns serviços hospitalares; 
  • Pode decorrer em Unidades Locais de Saúde (ULS), em equipas multidisciplinares específicas de CP, Equipas e Unidades de Cuidados Continuados Integrados (respetivamente ECCI e UCCI) e ERPI/D (Estrutura Residencial para Pessoas Idosas/Dependentes), assegurando a prestação de cuidados diretos aos doentes/famílias em situação de maior complexidade ou de crise; 
  • Podem ainda acompanhar equipas de CP dos hospitais, se existirem, na prestação de CP domiciliários em estreita articulação com os profissionais do ACES, incluindo as ECCI; É importante assegurar a intervenção multidisciplinar.

Coordenador da Unidade Curricular

Wilson Jorge Correia Pinto de Abreu

Professor Doutor

Mais informações

Skip to content